As principais causas na queda da produção avícola

O Brasil é um dos grandes destaques mundiais quando se trata de produção avícola. Mesmo sendo reconhecido mundialmente como referência em sanidade e outros aspectos referentes à qualidade, é importante se atentar a algumas variáveis que podem interferir na produtividade. Assim sendo, fatores como manejo inadequado e falta de manutenção nos equipamentos podem influenciar no desenvolvimento das granjas.

 

Manejo

O manejo cobre todas as situações que podem ocorrer na produção avícola. Ele é uma das principais causas de queda na produção ou até mesmo de mortalidade, quando mal executado. Por isso, é muito importante estar atento a todas suas variáveis. Dessa maneira, o monitoramento de temperatura, qualidade do ar, consumo de água, energia elétrica e de consumo de ração devem ser acompanhados de perto.

 

O manejo envolve desde uma abordagem mais simples, como a manutenção da temperatura em uma determinada faixa, até as mais complexas, que envolvem o conhecimento do granjeiro. O que isso quer dizer? Granjeiros bem capacitados e com experiência conseguem notar mudanças de comportamento mais facilmente e assim executar o processo para a busca de melhores resultados. Por outro lado, o não monitoramento dessas variáveis podem gerar eventos indesejados, muitas vezes não perceptíveis ao olho nu, sendo uma das principais causas na queda da produção.

 

Falta de manutenção nos equipamentos

Problemas com os equipamentos com certeza irão influenciar nos resultados da produção avícola. O desgaste dos equipamentos é uma condição intrínseca ao processo, especialmente no ambiente hostil que existe nos galpões de produção de aves, com umidade, poeira e gases. É necessário aplicar soluções e conhecimentos para identificar um desvio da qualidade de operação e sempre realizar programas de manutenção preventiva e preditiva.

 

Soluções para produção avícola

Com uma visão completa de todo o processo na produção avícola, tanto o produtor rural quanto a cooperativa/ agroindústria podem corrigir com antecedência eventos inesperados. Um problema com estrutura, infiltração de água ou umidade na cama, por exemplo, pode resultar na perda de um lote todo.

 

Para o campo, existem soluções que preveem essas variações e monitoram o manejo em tempo real. A utilização de sensores inteligentes em granjas já tem levado ganhos de produtividade ao setor avícola. Tecnologias baseadas em Internet das Coisas (IoT) e dados em nuvem permitem realizar diagnósticos de eventuais problemas, desvios ou desperdícios em curso na produção avícola. Acesse nossa página e saiba mais!

SPRO
No Comments

Post a Comment

Comment
Name
Email
Website